INFORMATIVO

PERÍODO DE FÉRIAS COLETIVAS SINSEB:

20/12/2014 à 11/01/2015

Dias 12 e 13/01/2015 será apenas expediente interno.

Expediente externo (atendimento) retornará no dia 14/01/2015

PLANTÃO:

Orlando – (47) 9932-0503

Tânia Pompermayer – (47) 9932-0394

CURSO PARA FAZER O CONCURSO PÚBLICO

O delegado sindical do SINSEB, Sr. Demétrio, está passando nos setores perguntando quais sócios possuem interesse em participar de um curso de atualização em português, matemática, conhecimentos gerais e legislação, a ser ministrado por professores especializados em concurso público. O curso será ofertado se tivermos bastante procura. 

A intenção do sindicato é qualificar os sócios para a concurso público que será realizado no município de Guabiruba

Solicitamos que deixem o nome no sindicato ou com o Sr. Demétrio até sexta-feira (31/10/2014). 
Caso tenhamos pouca procura o SINSEB não realizará o curso.

SINDICATO FINALIZA CÁLCULO DO REENQUADRAMENTO DOS APOSENTADOS

O perito contratado pelo SINSEB para elaborar o estudo do reenquadramento finalizou ontem o estudo da diferença de salário dos aposentados. Na tarde de ontem, o presidente do SINSEB, e os assessores econômico e jurídico discutiram a metodologia empregada para chegar aos números apresentados.

João Batista de Medeiros, assessor econômico do sindicato, contratado para elaborar o estudo, informou que foi feito um verdadeiro serviço de “garimpagem de documentos”, ou seja, muitos servidores tiveram que trazer documentos ao sindicato, informando cargo de aposentadoria, data de entrada e saída na prefeitura e se eram inativos ou pensionistas.
Com esse estudo, os aposentados ficaram sabendo quanto estão perdendo mensalmente nos seus salários pela falta de reenquadramento. Também ficarão sabendo quanto é a perda acumulada desde agosto de 2009.
Próximos Passos:
Com o estudo pronto, a assessoria jurídica anexará a documentação ao processo e o juiz deverá abrir prazos para a prefeitura apresentar contestação, caso queira.
003(1)

ESCLARECIMENTO

SINSEB ESCLARECE
O sistema de banco de horas que acontece no município não tem previsão legal. Sabemos que muitos servidores se submetem ao conhecidíssimo “banco de horas” que consiste em anotar num caderninho, guardado na gaveta da chefia, as tais horas trabalhadas durante o intervalo, ou após o expediente de trabalho, ou ainda, nos sábados em campanhas de saúde e entrega de boletins escolares, e que nesse período são proibidos de registarem o comparecimento no trabalho.
Informamos que legalmente essa pratica é proibida, ficando o servidor que se submete a tal acordo sujeito a que a outra parte cumpra o acordado, pois não tem amparo legal.
Informamos ainda que ninguém é obrigado a fazer horas extras.
SINSEB ESCLARECE

O sistema de banco de horas que acontece no município não tem previsão legal. Sabemos que muitos servidores se submetem ao conhecidíssimo “banco de horas” que consiste em anotar num caderninho, guardado na gaveta da chefia, as tais horas trabalhadas durante o intervalo, ou após o expediente de trabalho, ou ainda, nos sábados em campanhas de saúde e entrega de boletins escolares, e que nesse período são proibidos de registarem o comparecimento no trabalho.
Informamos que legalmente essa pratica é proibida, ficando o servidor que se submete a tal acordo sujeito a que a outra parte cumpra o acordado, pois não tem amparo legal.
Informamos ainda que ninguém é obrigado a fazer horas extras.

1912033_797588356944331_7329415291078756002_n